O que procura?

Como tratar a Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica

Em Dia Mundial da Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica procuramos, com a ajuda do presidente da Fundação Portuguesa do Pulmão, José Alves, perceber quais as principais causas, os sintomas, como é feito o diagnóstico e o posterior tratamento desta doença.

15 nov, 16:33

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) afeta cerca de 800 mil portugueses e estima-se que, em 2020, as doenças respiratórias sejam a terceira maior causa de morte. Definida como uma doença previsível e tratável, trata-se de uma patologia claramente relacionada com o hábito de fumar. Quem sofre de DPOC tem uma deficiente oxigenação do sangue.

Para além do tabaco, poluição e infeções respiratórias anteriores são, igualmente, fatores de risco. Tosse crónica, expectoração, dificuldade respiratória, pieira e sensação de aperto torácico são os sintomas mais comuns.

O diagnóstico precoce e o fim dos comportamentos de risco são decisivos para impedir a progressão da doença. Como tal, a Fundação Portuguesa do Pulmão e 138 farmácias em todo o país oferecem rastros gratuitos. Trata-se de um teste simples, que mede a capacidade respiratória. Estes testes podem ser feitos até ao final do ano.

PARTILHA