Na sala, Inês, Pedro Canilhas, Daniel e Cesariny conversam sobre aquilo que os preocupa, o tema de destaque são as tarefas domésticas. «Tivemos um bife aqui», conta Pedro Canilhas a Cesariny. O bailarino explica que alguns dos colegas não cumprem as tarefas domésticas, informando-o que a loiça ainda está toda por lavar.

Daniel afirma que grande parte dos colegas não cumpre as suas obrigações, «estamos todos cansados» explica o jovem, dizendo que vai perdendo a paciência e que daqui a um pouco «salta a mola».

Inês tenta arranjar uma solução, para que todos participem nas limpezas, mas os colegas não concordam com ela. A jovem acha que deviam deixar a loiça acumular na banca, para que sintam necessidade de lavar, mas os restantes não acreditam que seja uma boa opção.

Pedro Canilhas garante que em usado a culinária e as limpezas como terapia, confessando que serve  para deixar de pensar na coreografia durante algum tempo, aliviando o stress.

O bailarino adianta que se os colegas continuarem a não participar nas tarefas domésticas, ele vai desligar, deixando de se preocupar com os outros, fazendo refeições apenas para si. Cesariny confessa que isso não consegue fazer!