Maria do Carmo Alvarenga

Lia Gama

É a condessa viúva, mãe de Duarte e Marta. O Paço do Souto é herança sua e foi a má gestão do marido que o deixou numa situação crítica. Protege o legado familiar a todo o custo, contornando os perigos com pulso de ferro. Reprovou todos os casamentos dos filhos, por acreditar que ninguém está à sua altura. Ainda assim, tolerou a primeira nora porque o dinheiro dela foi um balão de oxigénio para as dívidas da quinta. Mas Madalena, sem essa vantagem, tornou-se um alvo a abater. É ferozmente conservadora. Prepotente e sarcástica, tem dificuldade em mostrar os sentimentos. Vive isolada na sua torre de marfim. Mas o passado está à espreita, para a julgar pelas escolhas que fez.